Uma história sem começo – parte 2

Por Talyta Singer

De Luciano a palhaço Pintadinho

E o Luciano estava andando no mundo com o grupo Carroça de Mamulengos, capitaneado por Mestre Babau. (Aqui, precisamos de um parênteses. Como toda história oral, essa também não tem data. Estamos falando de coisas que aconteceram há mais de 20 anos e se contam assim, com as emoções marcando o tempo).

Parou em Brasília no Circo Boneca e Riso de Mestre Zezito que estava montando uma lona em uma das periferias de Brasília para atender crianças em situação de risco. O Carroça de Mamulengos seguiu viagem sem Luciano. Ali, o palhaço Pintadinho cresceu como as bonecas gigantes de Mestre Zezito. E muitas crianças crescerem no espaço que existe desse momento até que Luciano volte a trabalhar a Goiânia e passe a fazer parte da companhia Bokaemboka, liderada por seu irmão Washington.

A maquiagem feita por Mestre Babau é a mesma até hoje no rosto de Luciano, branca e vermelha. Só o tempo tratou de fazer modificações (as rugas) que a maquiagem passou a acompanhar em traços de lápis preto.
O Luciano que tinha saído de casa menino, voltou. Agora, Pintadinho.

* Esse texto foi extraído do projeto “Cismografia” elaborado por Talyta Singer

Anúncios
Essa publicação foi escrita por Flavianny Tiemi e publicada em 04/09/2010 às 16:10. Está arquivada em Histórias e marcada , , . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Uma opinião sobre “Uma história sem começo – parte 2

  1. Pingback: Uma história sem começo – projeto Cismografia « Cia Volta Seca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: